BMW X1 2.0 TURBO ACTIVEFLEX SDRIVE20I X-LINE 2016

R$ 137 999

BMW X1 2.0 TURBO ACTIVEFLEX SDRIVE20I X-LINE 2016

Detalhes do Carro:
Tipo SUV
Km 50000 km
Combustível Flex
Motor 2.0 Turbo Flex
Ano 2016
Preço 152655
Transmissão Automatico
Tração FWD
Cor Exterior Prata
Cor Interior Preto
Tempo de Vôo N/A
Horas de navegação N/A
Blindado Não

BMW X1 2.0 TURBO ACTIVEFLEX SDRIVE20I X-LINE 2016

 

 

 

BMW X1 2.0 TURBO ACTIVEFLEX SDRIVE20I X-LINE 2016

X1 ganhou nova plataforma, cresceu e ganhou nova tração.

A partir de agora, as versões básicas (sDrive20i) têm tração dianteira

, no lugar da traseira oferecida antes. Só a topo xDrive 25i conta

com força nas quatro rodas. O motor é um 2.0 turbo de 194 cv,

28,5 kgfm e o câmbio é automático de oito marchas. Ou seja:

ganhou 10 cv e perdeu 1 kgfm, pouco para ser

sentido no dia a dia.

Mesmo na versão menos potente, o X1 não decepciona:

as acelerações são lineares e as reduções são

boas quando o motorista acelera mais forte.

Mérito do ótimo câmbio, que também faz trocas suaves.

A 120 km/h, em velocidade de cruzeiro, o conta-giros estabiliza

em 2.000 rpm, garantindo menor consumo e maior conforto acústico.

A suspensão é firme em qualquer das três configurações

(Comfort, Eco Pro e Sport) e só incomoda os passageiros em

ruas com buracos profundos. No geral, o conforto é garantido.

No modo Eco, o X1 não fica fraco, mas retomadas

e acelerações são bem menos vigorosas.

Tudo para diminuir o consumo de combustível.

No modo Sport, a graça volta em dobro:

os giros sobem mais a cada troca de marcha

e o câmbio trabalha ainda mais rápido,

especialmente se for colocado no modo S. A sensação

de segurança é maior por causa da suspensão

ainda mais firme, além de a direção ficar bem

mais direta. Em curvas, o conjunto garante que a

carroceria role pouco. O motorista só sente falta da

tração integral em acelerações mais fortes, quando o

carro mostra um pouco menos de controle e tende

a ficar mais instável. Em um trecho de offroad leve,

X1 mostrou valentia, sem dar trancos secos em

irregularidades maiores. Mas, continua preferindo

rodar pela cidade.

A cabine evoluiu em relação à geração anterior: o acabamento

ficou mais refinado, com bastante revestimento de couro e

detalhes em preto brilhante.