Renault Captur 1.6 Flex Intense X-Tronic Prata

R$ 79 999

Renault Captur 1.6 Flex Intense X-Tronic Prata

Detalhes do Carro:
Tipo SUV
Km 11000 km
Combustível Flex
Motor 1.6
Ano 2018
Preço 84999
Transmissão Automatico
Tração FWD
Cor Exterior Prata
Cor Interior Preto
Tempo de Vôo N/A
Horas de navegação N/A
Blindado Não
Opcionais
  • Air Bag
  • Alarme
  • Ar Condicionado Digital
  • Câmera de Ré
  • Computador de Bordo
  • Controle de Estabilidade
  • Controle de Tração
  • Desembaçador Traseiro
  • Direção Elétrica
  • Direção Hidraulica
  • Freio ABS
  • GPS
  • Key Less
  • Kit Mulmitidia
  • Lâmpadas em Ultra-Led
  • Retrovisor Elétrico
  • Retrovisor Fotocromático
  • Sensor Crepuscular
  • Sensor de Chuva
  • Teto Solar
  • Tiptronic
  • Travas Elétricas
  • Volante Com Regulagem de Altura

Renault Captur 1.6 Flex Intense X-Tronic Prata

 

 

 

Renault Captur 1.6 Flex Intense X-Tronic Prata

Com o câmbio CVT X-Tronic da Nissan,

Captur passa a oferecer uma combinação

mais equilibrada entre conforto, desempenho

e consumo.Agora, ao adotar a caixa CVT da Nissan,

o Captur tem chances reais de ampliar seu número

de compradores. Tanto que a Renault aposta

que as novas configurações intermediárias

representarão até 60% das vendas do modelo.

Impressões ao volante

Com o novo conjunto mecânico, a Renault passa a oferecer uma

combinação mais equilibrada entre conforto, desempenho

e consumo. Mais ou menos, como o Nissan Kicks. E não por acaso.

Além de usar um motor derivado do usado pelo nipo-brasileiro,

agora feito em Resende (RJ), ambos compartilham a mesma

transmissão CVT X-Tronic. Coisas do grupo Renault-Nissan.

Com seis marchas virtuais, a caixa continuamente variável

é suave e faz uma boa dupla com o motor 1.6 16V CSe,

que entrega 120 cv e 16,2 kgfm a 4.000 rpm. Se o Renault

não parece tão ágil quanto o Nissan, a culpa é dos 100 kg extras

em seu peso. Ele, no entanto, não vai deixar você na mão no dia a dia.

O câmbio entrega o conforto prometido, mas não estranhe

se ele reclamar de mudanças repentinas de velocidade ou

inclinação. Vai encarar uma serrinha no fim de semana? O CVT vai

reclamar antes de encontrar a melhor relação de marcha. Ao jogar a

manopla do câmbio para a esquerda, o motorista até pode controlar

as mudanças de marcha, mas a sensação é que ainda falta um pouquinho

de fôlego. Ainda assim, a caixa da Nissan é bem mais eficiente

e moderna que a veterana caixa automática da versão topo

de linha, que, segundo a Renault, será mantida como está.

Mas conforto é o ponto-chave do Captur, que conta com isolamento

acústico reforçado e suspensões bem calibradas, que até possuem um ajuste

mais durinho, mas nada que comprometa a vida dos ocupantes. Falando nisso,

com 2,67 metros, o espaço interno ainda pode ser elencado como

um dos pontos positivos do carro, que leva com conforto até cinco

passageiros e suas bagagens em um porta-malas de 437 litros,

mesma capacidade oferecida pelo Honda HR-V, mas maior que o dos rivais RenegadeCreta e Kicks.